Ghost

My Button Collection

Lou(cura)

"Dizem que quando identificamos uma loucura semelhante com a nossa, encontramos alguém ideal pra dividir os devaneios da vida. Fico me perguntando então se faz sentido isso tudo que a gente passou nesses dias, e acho até que exista uma maneira de contestar essa teoria. Eu não era tão louca quanto você, para ser franca, talvez nem metade. Eu vivia na inércia, estagnada numa história sem aventura, sem emoção, que é meu tipo de filme preferido. Era contraditório defender as histórias que transbordavam sentimentos, que me faziam chorar e me arrepiar inteira, sendo que eu não buscava isso para viver, não lutava em ter isso pra mim. Mas enfim, onde quero chegar é que nem sempre uma loucura semelhante faz bem. Você, de longe, é a pessoa mais doida que já conheci, mas não aquele que vive perigosamente cometendo atos irresponsáveis, você simplesmente se permite. E permitir era algo que eu censurava muito. Eu mesma fui a responsável por muitas barreiras da minha própria vida. Fui a protagonista e a antagonista, a mocinha sofredora e a vilã, bani sonhos, travei minhas ideias utópicas, afastei pessoas, deixei de conhecer o mundo, desperdicei oportunidades, me calei, ceguei e ensurdeci. Gostaria de dizer que sua loucura chegou num cavalo branco, mas ela veio mesmo de armadura e escudo, pronta pra lutar comigo. E você venceu. Hoje eu sei o que é ser louca, porque sou, e você fez isso, não posso tirar o mérito. Você despertou isso em mim, extraiu o que tinha de melhor lá do fundo do coração, da alma, um lugar que nem eu mesma tinha acesso. Me apaixonei pela sensação de liberdade, mas me encantei principalmente pelo sorriso que ela lhe provocava. Hoje sei que o mundo pertence à aqueles que vivem, e não apenas sobrevivem. Sei também que nenhum agradecimento será suficiente, mas te prometo que seremos loucos juntos por muito tempo. Te amo loucamente."

*Esse texto é parte de um livro (ainda sem título) que está em processo de escrita.  

Vai ficar tudo bem

image

Um dia você chegou na minha casa sem avisar, parou o carro em frente ao portão e tocou a buzina. Eu estava no quarto lendo um livro e logo reconheci aquele som que ouvi tantas vezes. Estranhei. Peguei o celular e fui até a janela pra ver se era mesmo o seu carro, e te encontrei na frente da campainha, esperando eu aparecer. Te mandei uma mensagem porque não queria escutar sua voz no interfone, e você só me respondeu: “desde aqui”. Então eu calcei o primeiro chinelo que encontrei e fui. As pessoas me alertaram muito que isso aconteceria, só não tinha muita certeza de que era mesmo verdade. O fim doeu mais em mim porque eu tive que aceitar que viramos passado, que eu tinha que virar a página, mas o novo começo veio cheio de esperança. Uma página em branco que eu passei a enxergar como uma nova possibilidade de encontrar a felicidade. Só que em você isso reagiu de uma outra forma, diria até que do modo inverso. O fim te deu as asas que você sempre quis, mas, depois de livre, você não tinha uma direção certa para voar. E foi por isso que veio bater na minha porta e me perguntou se podia entrar. Eu deixei, mas não podia demorar demais, o coração é fraco e, às vezes, a gente acaba voltando atrás. Você sentou no sofá do mesmo jeito de sempre, pegou sua almofada preferida e a colocou no colo. Pegou a minha mão e pronunciou a pior das palavras: saudade. Não vou mentir e dizer que não sentia, mas naquela hora, me esforcei e fiz minha melhor interpretação. Nós conversamos até que as palavras acabaram, os argumentos se embaralharam e o silêncio nos fez companhia. Você disse que tinha medo, que era uma pessoa melhor comigo por perto e que éramos invencíveis juntos. Escutar você foi como ouvir uma canção em alemão, não pude entender nada. Sei que vai ficar tudo bem, comigo e contigo, eu tenho essa sensação. Estou buscando ajuda em um monte de frases da Tati Bernardi e do Caio Fernando de Abreu, você devia fazer o mesmo. Sei que é possível aprender muito com as pessoas que passam pela nossa vida, e te garanto que você é uma delas. Apesar de te amar muito, terminar foi um bom começo para eu me descobrir.             

Espera

Aí está você. É, você mesmo. Finalmente te encontrei. Como posso começar? Ah sim, eu te amo. Meu Deus, como amo cada detalhe seu. Gostaria que fosse possível demonstrar o quanto você é importante pra mim, o quanto mudou minha vida pra melhor. Queria ter tempo para explicar como foi difícil te encontrar, o tanto de coisas que passei pra que finalmente pudesse amar alguém como você. Que merece todo o amor que eu sou capaz de sentir, e acredite, é muito. Meu mais puro e verdadeiro sentimento, aquele que guardei para você, ser humano tão especial e único. Eu só tenho motivos para agradecer. Me lembro de quando te conheci, me lembro das primeiras palavras que trocamos, dos altos e baixos que passei pra finalmente assumir pra mim mesma o que nós nos tornamos. A primeira flor que você me deu secou dentro de um livro, sabia? Eu ainda a tenho. A música que tocou no rádio quando você me beijou no carro é a minha preferida desde então. Adoro seu sorriso tímido, mas amo ainda mais o som da sua gargalhada quando eu conto minhas histórias malucas da adolescência. Amo o aroma suave do teu perfume, que fica no ar quando você vem pra minha casa, e fico torcendo pra que permaneça até que você volte pra impregnar de novo. Tenho sorte de, algumas vezes, acordar antes de você, pois fico escutando sua respiração, observando sua expressão serena e cada detalhe do seu rosto. Te acho um excelente poeta, que faz as melhores declarações depois das duas da manhã. Amo ser a inspiração para os seus versos e aprecio o seu talento de nos eternizar em palavras. Ah, e tem sua voz rouca cantando uma música pra mim no violão. Como eu amo essa parte do dia, quando a tarde já é quase noite, e nós compartilhamos de algo tão simples. Sei que sou uma pessoa muito complicada, gosto da movimentação da cidade, das corridas contra o tempo e do barulho, mas nosso silêncio é o único que não me incomoda. Nossa seriedade, nossa maturidade. Você compensa tudo e todos. Sim, todos aqueles que já passaram por mim, me desafiaram, mas que hoje são apenas páginas viradas dos meus velhos diários. São apenas bagagens que tenho que carregar, mas obrigada por ser esse cavalheiro que me ajuda a levá-las, é um peso que você faz parecer tão leve e insignificante. Você sabe, demorei pra te encontrar, e nesse tempo todo que vivi procurando, me decepcionei inúmeras vezes. Besteira, tudo isso ficou pra trás. O que mais preciso te dizer? Pode parecer estranho, eu gosto do presente, do que acontece agora, mas eu anseio pelo que ainda está por vir. O futuro que ainda está para ser escrito. Não vejo a hora dele chegar, pois sei que você vai estar lá.

you know I can’t fight the feeling ♥
justwhateverland:

:’( on We Heart It.

Button Theme